Monumento ao Esperanto

O esperanto é uma língua auxiliar para a comunicação internacional, de aprendizado rápido e fácil.

Foi iniciado em 1887 pelo médico polonês Dr. Lázaro Luís Zamenhof, é amplamente utilizado. É essencialmente um idioma neutro, isto é, que não pertence a nenhuma nação, e por isso é um eficiente instrumento para a preservação de todas as línguas e culturas do globo e para a promoção da igualdade entre os povos.

A principal proposta do esperanto é a de que cada povo continue a falar sua própria língua materna e possa, conjuntamente, fazer uso de um idioma neutro nas comunicações internacionais.

Autor desconhecido.

Ficha Técnica

Tipo de monumento:

Monumentos

Cidade:

Vitória

Bairro:

Aeroporto

Endereço:

Praça entre a Avenida Fernando Ferrari x Avenida Adalberto Simão Nader

Obra:

Granito preto amarelado e mármore branco polidos. / PEDESTAL e ESCADA: granito cinza

Dimensões:

H: 104 L: 100 C: 20,5 / PEDESTAL e ESCADA: H: 151,5 / 35 L: 66 / 227 C: 66 / 227

Data de inauguração:

30 de dezembro de 2004

Inscrições:

Duas placas de alumínio com 19,5x30x2, com a mesma inscrição: ESPERANTO Lingvo Internacia /// Uma placa de alumínio com 29,5×39,5×2: MONUMENTO AO ESPERANTO – LINGVO INTERNACIA – * 117 ANOS DA LÍNGUA INTERNACIONAL * LÍNGUA NEUTRA: NÃO PERTENCE A NENHUM PAÍS * UMA LÍNGUA MUITO MAIS FÁCIL DE APRENDER *A SEGUNDA LÍNGUA DE TODOS OS POVOS *POR UM MUNDO DE MAIS PAZ E COMPREENSÃO *APRENDA ESPERANTO E FALE COM O MUNDO *(www.esperanto.org.br) Clube Capixaba de Esperanto – Vitória – ES – dezembro/2004 /// Uma placa de alumínio com 29,5×39,5×2: LEI Nº. 5.749 /07/10/2002 de autoria do Vereador: Rafael Mussiello – Prefeito de Vitória: Luiz Paulo Vellozo Lucas – Secretário de Obras PMV: Fábio Ribeiro Tancredi – Inaugurado em 30/12/2004

Responsável:

Prefeitura Municipal de Vitória

Vídeo

Galeria de Imagens

Como chegar

Deixe um comentário

  • Apoio

    Actual Contabilidade
  • Patrocínio

    Lei Rubem Braga Prefeitura de Vitória Grupo CJF Vale
  • Realização

    Ofício Comunicação e Cultura