Getúlio Vargas e a Carta Testamento

Getúlio Dornelles Vargas nasceu no dia 19 de abril de 1882, em São Borja, no Rio Grande do Sul. Ingressou na política em 1909, como deputado estadual pelo PRP (Partido Republicano Rio-Grandense). De 1922 a 1926, cumpriu o mandato de deputado federal. Ministro da Fazenda do governo Washington Luís, deixou o cargo em 1928, quando foi eleito para governar seu Estado. Foi o comandante da Revolução de 1930, que derrubou o então presidente Washington Luís.

Ocupou a presidência nos 15 anos seguintes e adotou uma política nacionalista. Em 1934, promulgou uma nova Constituição. Em 1937, fechou o Congresso, prescreveu todos os partidos, outorgou uma Constituição, instalou o Estado Novo e governou com poderes ditatoriais. Nesse período, adotou forte centralização política e atuação do Estado.

Criou a Justiça do Trabalho (1930), o Ministério da Justiça e o salário mínimo (1940), a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) (1943), a carteira profissional, a semana de 48 horas de trabalho e as férias remuneradas, Companhia Siderúrgica Nacional (1940), a Vale do Rio Doce (1942), a Hidrelétrica do Vale do São Francisco (1945) e entidades como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística -1938). Foi derrubado pelos militares em 1945.

Voltou à presidência na eleição de 1950. No último mandato, criou a Petrobrás. O envolvimento do chefe de sua guarda pessoal no atentado contra o jornalista Carlos Lacerda levou as Forças Armadas a exigir sua renúncia no último ano do mandato.

Suicidou-se em meio à crise política, com um tiro no peito, na madrugada de 24 de agosto de 1954, dentro do Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, deixando uma carta-testamento em que apontava os inimigos da nação como responsáveis por seu suicídio.

Fonte: UOL Educação

Ficha Técnica

Tipo de monumento:

Monumentos

Cidade:

Vitória

Bairro:

Centro

Endereço:

Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes / Praça Getúlio Vargas

Autor:

Leonardo Lima

Obra:

Estátua em bronze / PEDESTAL: Placas de granito Cinza Andorinha apicoado.

Dimensões:

H: 400 L: 150 C: 140 / PEDESTAL: H: 264 L: 242,5 C: 242,5

Data de inauguração:

Provável: 30 de janeiro de 1955

Inscrições:

Assinado e datado base direita – Leonardo Lima – 1955 / Letras em bronze sobre o pedestal: …”EU VOS DEI A MINHA VIDA. AGORA OFEREÇO A MINHA MORTE. NADA RECEIO. SERENAMENTE DOU O PRIMEIRO PASSO NO CAMINHO DA ETERNIDADE E SAIO DA VIDA PARA ENTRAR NA HISTORIA” Obs. Na parte posterior do pedestal há marca de retirada de uma placa em forma de escudo

Responsável:

Secretaria Municipal de Cultura de Vitória

Vídeo

Como chegar

Deixe um comentário

  • Apoio

    Actual Contabilidade
  • Patrocínio

    Lei Rubem Braga Prefeitura de Vitória Grupo CJF Vale
  • Realização

    Ofício Comunicação e Cultura