Grécia depredada

24 de janeiro de 2017

Coluna Maurício Prates, jornal A Tribuna
Foto – Coluna Maurício Prates – jornal A Tribuna

A coluna Maurício Prates do jornal A Tribuna trouxe duas notas a respeito da depredação do monumento da Grécia, em Vitória. Veja o relato:

Grécia depredada I
Assim está o monumento da Grécia, na Praça dos Desejos, em Vitória: pichado e deteriorado. Símbolo da amizade entre os capixabas e a colônia grega, foi inaugurado em 1988 com a presença do então cônsul da Grécia, Constantin Vazeos. Sua filha, Ekaterini, vê com tristeza o descaso. “Arrancaram a grade, a grama, as pastilhas do mosaico. Muitas vezes meu pai arcou com a manutenção. Cinco anos após seu falecimento, eu e meus irmãos estamos tentando mantê -lo”, lamenta.

Grécia depredada II
Kosmas Poulianitis, professor do Centro de Cultura Grega no Estado, também esteve por lá recentemente e lamenta as condições. “É um monumento não só da Grécia, mas universal, por ser o berço da civilização. Representa a liberdade, a democracia. É um patrimônio de todos os moradores. Merecia um tratamento digno, um carinho por parte das autoridades”, disse ele, sugerindo que a área seja utilizada para manifestações culturais.

 

CONHEÇA MAIS SOBRE O MONUMENTO À GRÉCIA.

Deixe um comentário

  • Apoio

    Actual Contabilidade
  • Patrocínio

    Lei Rubem Braga Prefeitura de Vitória Grupo CJF Vale
  • Realização

    Ofício Comunicação e Cultura