Parte de duas esculturas da escadaria Bárbara Lindenberg serão esculpidas na Itália

10 de outubro de 2014
O conjunto de esculturas da escadaria Bárbara Lindenberg, que dá acesso ao Palácio Anchieta, no Centro de Vitória, estão sendo restauradas. Parte de duas delas – Menino com Delfim e Menina com Delfim – serão esculpidas nos próximos dias, na Itália.
 
O trabalho de restauração está sendo feito pelo artista Rafael João Rodrigues. “Foram executados pelo restaurador os protótipos em argila e gesso das partes faltantes das esculturas. Esse material vai ajudar o artista a esculpir as peças em mármore de Carrara”, declara Áurea Lígia Miranda Bernardi, responsável pelo acompanhamento técnico. Segundo ela, o restaurador vai levar pouco mais de um mês para concluir o trabalho.
 
A ida do artista para a Itália se dá pela dificuldade de importação de um bloco pequeno de mármore, custo e logística. Dessa forma, Rafael João Rodrigues já traz as peças prontas para fixação nas esculturas originais da praça, sem necessidade de importar grande quantidade de mármore. “Estudamos até a possibilidade de usar uma pedra nacional, mas chegamos a conclusão de que com o tempo iria ficar em desarmonia com a original”, diz Rafael. Outro fator é de que a pedra nacional apresenta cristais dilatados, dificultando a execução da técnica de esculpir o mármore.
Restaurações
 
Seis esculturas em mármore Carrara que ambientam a escadaria estão sendo completamente restauradas. A ação é uma parceria firmada entre a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Prefeitura Municipal de Vitória, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e o Instituto Sincades.
 
As estátuas da escadaria Bárbara Limdenberg possuem considerável valor artístico, histórico e cultural para o Espírito Santo. Projetada no Governo de Jerônimo Monteiro, a escadaria foi executada juntamente com a grande reforma e remodelação do Palácio Anchieta, em 1912.
 
As esculturas que estão sendo restauradas são: Menino com Delfim, Menina com Delfim, As Quatro Estações – Alegorias do Verão, As Quatro Estações – Alegorias da Primavera, As Quatro Estações – Alegorias do Outono e As Quatro Estações – Alegorias do Inverno.
 
A expectativa é de que as restaurações sejam concluídas até o fim deste ano.
Fonte: Secult
Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secult
Paula Norbim/Erika Piskac /Márcia Almeida

Deixe um comentário

  • Apoio

    Actual Contabilidade
  • Patrocínio

    Lei Rubem Braga Prefeitura de Vitória Grupo CJF Vale
  • Realização

    Ofício Comunicação e Cultura