Restauração de monumentos destruídos por vândalos será concluída no final do ano

18 de agosto de 2014

Reportagem: Luana Rebouças – Redação Folha Vitória
Foto: Folha Vitória

Os monumentos históricos depredados, em Vitória, durante as manifestações populares do ano passado vão custar aos cofres públicos cerca de R$ 83 mil reais. O processo de restauro deve ficar pronto até o final do ano.

“O processo de restauro é fruto de uma parceria do Governo do Estado, por meio da secretaria de Cultura, com a Prefeitura de Vitória e com o Instituto Sincades. Essas intervenções de recuperação iniciaram em 5 de agosto e a previsão de finalização é de 180 dias”, informou a subsecretaria de Cultura da Prefeitura de Vitória, Andreia Carvalho.

O prejuízo não foi só financeiro, boa parte da história cultural dos capixabas deverá ser restaurada. “Muito dos fatos históricos estão extremamente ligados aos monumentos, sobretudo alguns monumentos arquitetônicos, como o Palácio Anchieta que é o antigo colégio dos jesuítas. Ali desfiou a história do Espírito Santo, primeiro através dos jesuítas e depois dos governantes que ocuparam o Palácio”, explicou o historiador Gabriel Bittencourt.

Os protestos que aconteceram no mês de julho de 2013 entraram para a história do Espírito Santo. Seja pela quantidade de pessoas que participaram ou pelos confrontos que aconteceram entre manifestantes e polícia.

Um protesto em especial, que aconteceu há mais de um ano, no dia 19 de julho de 2013, trouxe um grande prejuízo para os monumentos que fazem parte da história de Vitória. Várias esculturas foram danificadas, mas a que sofreu maior dano foi a escultura do chafariz da escadaria Bárbara Lindenberg, no Palácio Anchieta.

Deixe um comentário

  • Apoio

    Actual Contabilidade
  • Patrocínio

    Lei Rubem Braga Prefeitura de Vitória Grupo CJF Vale
  • Realização

    Ofício Comunicação e Cultura